O IGP-M é uma das versões do IGP (Índice Geral de Preços). É medido pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e registra a inflação de preços desde matérias-primas agrícolas e industriais até bens e serviços finais. Para julho, dois dos três componentes do indicador tiveram crescimento maiores do que o mês anterior.

Apenas o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que responde por 60% do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, teve desaceleração. O indicador subiu 0,4% em julho, sobre alta de 1,16% no mês anterior.

Já o grupo Matérias-Primas Brutas, apresentou crescimento de 2,34% neste mês, após avanço de 4,24% em junho. A fundação destaca a performance dos itens soja, leite in natura e cana-de-açúcar.

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor), que tem peso de 30% no índice geral, subiu 0,16% no período. Um avanço positivo após ter apresentado queda de 0,07% em junho. O destaque ficou para o grupo de Alimentação, que cresceu  0,22%, de uma queda de 0,55% no mês anterior.

O INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), por sua vez, avançou 0,91%, de 0,44% antes.

By Hotelier News