Warning: A non-numeric value encountered in /home/hotelconsult/www/wp-content/themes/Divi 27/functions.php on line 5763

Compartilhe!

Os hotéis de Minas Gerais passarão a investir em geração de energia solar. Acordo nesse sentido será assinado no próximo dia 25, entre a Cemig e hotelaria local, por meio da ABIH-MG (Associação Brasileira de Indústria de Hotéis de Minas Gerais). Os empreendimentos receberão o selo verde de energia limpa e uma redução na conta de luz.

A ação foia viabilizada graças a acordo assinado no mês passado entre a Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada entre a Cemig Sim, subsidiária da distribuidora mineira, a Mori Energia Solar e a entidade.

A busca por fontes de energias renováveis por empresas tem aumentado, como mostra dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Segundo a entidade, no ano passado, o número de instalações de sistemas solares em Minas cresceu 118,61%.

O estado está localizado no cinturão solar, uma faixa onde há a maior incidência de raios solares do país. De acordo com Guilherme Sanson, presidente da ABIH-MG, apostar neste tipo de energia renovável é importante para o futuro da atividade econômica.

“Apesar da atenção com a ecologia no país ser embrionária, estamos percebendo um movimento de consciência ambiental no setor e em nossos hóspedes. Devemos dar a possibilidade dos hotéis produzirem a própria energia, de forma limpa e renovável”, diz ele.

Um dos benefícios do projeto é que a assinatura e anuência não implica investimentos para o associado, já que o programa funciona pelo sistema de cotas. O interessado obtém uma cota das fazendas solares, durante um período estipulado por contrato, no qual poderá produzir a própria energia, adquirindo, assim, a economia na tarifa de luz.

Alguns hoteis já demonstraram interesse. É o caso do Ramada Encore Virgínia Luxemburgo. De acordo com Pollyanna Campos Mendes de Sousa, gerente-geral, a proposta de adesão encaixa nas necessidades de otimizar as despesas. “A hotelaria sofreu muito em 2014 e oportunidades como essa são bem-vindas, pois nos possibilitam diminuir os custos e aumentar as receitas”, afirma.

Pollyanna destaca também a possibilidade de reinvestimento no setor a partir da economia feita pelo acordo, movimentando a economia local. “O aumento nos resultados da empresa vai possibilitar o reinvestimento no setor o que é muito positivo”, finaliza.

Outros empreendimentos já investiram de forma independente nesse tipo de geração. Um exemplo disso é o Zagaia Eco Resort Hotel, que destinou R$ 1,2 milhão, no ano passado, na instalação de um sistema de energia solar.

By Hotelier News